Pular para a barra de ferramentas

Prótese de silicone: autoestima em dia!

Prótese de silicone: autoestima em dia!

Prótese de silicone devolve a autoestima a mulheres de todas as idades

 

Você já parou pra perceber quanto que a cirurgia plástica pode melhorar sua autoestima? Em algum momento você já observou que a sua autoestima está baixa, que não está compatível com o que você gostaria que estivesse?

O interessante é que muitas vezes essa baixa autoestima se dá por um fator mais objetivo e um deles, que inclusive é um dos que mais traz feminilidade e autoestima para uma mulher, são as mamas. E quando essas mamas estão principalmente diminuídas ou abaixo do que a própria mulher gostaria que elas ficassem, existem recursos cirúrgicos para isso, que seria através da colocação de próteses de silicone.

O que devo considerar antes de decidir pela cirurgia?

Essas cirurgias são realizadas sempre por um cirurgião plástico apto e treinado para poder realizá-las. Através de incisões nós conseguimos trazer o aumento necessário para as mamas com a colocação de próteses de silicone.

Inicialmente a gente verifica que esses implantes possuem formas totalmente diferentes, eles podem ser redondos ou ter formas mais anatômicas, com menos projeção superior e mais projeção inferior. Além disso eles podem ter volumes e formas diferentes quanto ao diâmetro e a altura, a isso damos o nome de próteses de perfil baixo, médio e alto.

Esses implantes podem ser colocados tanto por baixo do músculo quanto por cima do músculo e isso são coisas que você tem que discutir com o seu cirurgião plástico para ver qual é a melhor opção possível especificamente para você. Nós temos que customizar o tratamento às necessidades de cada paciente.

Todas as formas de colocação possuem pontos positivos e negativos. Por exemplo, toda as vezes que a gente coloca por baixo do músculo é principalmente naqueles casos em que as mulheres têm a pele muito fininha, com pouco tecido mamário, que é pra gente proteger essa prótese. A gente coloca por baixo do músculo exatamente para proteger essa mulher de futuros problemas e também para aqueles casos em que a mulher possui muitos nódulos, cistos, lesões e alterações mastológicas, a gente colocaria por baixo do músculo justamente para evitar que um dia precise fazer muitas pulsões, drenagens nessa mama e com isso a prótese ficaria mais protegida.

Quando a gente coloca por cima do músculo significa que a mulher já possui uma quantidade maior de tecido para protegê-la e também nos casos em que a mulher não tenha tanto problema mastológico à mamografia ou ao ultrassom, por exemplo. Então cada caso possui os seus pontos positivos e negativos.

Além disso o músculo peitoral maior, que é sob o qual nós colocamos a prótese, nem sempre ele se une um ao outro, ele se insere mais na parte lateral do externo e é por isso que é comum observarmos pessoas que colocaram a prótese abaixo do músculo ficarem com um distanciamento maior nessa região, principalmente em pessoas mais magras.

Existe uma série de coisas que devemos conversar quando vamos realizar um aumento mamário. Agora, tudo isso você deve esclarecer com o seu cirurgião plástico.

Quer diminuir o tamanho dos seus seios em vez de aumentar? É possível! 

Preciso trocar minha prótese?

Uma dúvida comumente encontrada no consultório é se eu preciso ou não trocar essa prótese futuramente. O que acontecia anteriormente é que pela qualidade dessas próteses sugeria-se que de 10 em 10 anos essa prótese fosse trocada. Hoje isso não é uma verdade mais, porque houve uma melhora significativa do tipo de silicone usado nos implantes mamários e hoje são denominados implantes coesivos, o que significa que mesmo quando rompido ele não escorre mais, não é mais tão liquido quanto anteriormente, o que não quer dizer que não tenha que ser trocada.

Hoje a gente fala o seguinte, que ela precisa ser trocada sim, não existe nenhum implante definitivo, mas não obrigatoriamente ele tem que ser trocado a cada 10 anos, tem que troca-lo se e quando der sinais de um envelhecimento dessa cápsula.

Esse controle é o mesmo controle mamário, ou seja, os mesmos exames que a gente faz para fazer o controle mamário a gente vai realizar para fazer o implante e ele mostra sinais de desgaste que nos sugerem ou não troca-lo. Mesmo depois de 10 anos a gente vai avaliar a necessidade de uma troca ou não desses implantes.

É uma cirurgia relativamente tranquila, mas lógico que tem todo um aparato, tem que ser feita sempre em bloco cirúrgico, num local apropriado, sempre com um cirurgião plástico da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, mas que é uma cirurgia relativamente tranquila.

Os cuidados pós-operatórios são essenciais principalmente para que não haja nenhum tipo de complicação, nenhum tipo de hematoma ou algum tipo de infecção, que essa prótese não desloque e, principalmente, que a cicatrização seja perfeita. É muito importante que o paciente tenha todo um pós-operatório para ser seguido. Existem recursos e é uma das cirurgias mais comumente encontradas nas clínicas de cirurgia plástica e uma das que mais traz autoestima para a pessoa.

Give a comment